sexta-feira, 18 de março de 2011

Meus milhares de anos de análise



Não é surpresa para ninguém o fato de eu já ter feito análise. Também não é surpresa, para aqueles que me conhecem que sou fã do Adão Iturrusgarai e que ele faz uma série de tiras chamadas anos de divã...


Segundo as tiras e a minha mente eu ficarei milhares e milhares de anos na análise ou no divã, como vocês preferirem. Sabe, as vezes parece que eu adoro me torturar e as vezes as coisas aparecem do nada na minha frente e me matam.


No meu caso, a minha análise é acrescida alguns anos por coisinhas bestas, aos olhos de uns e bem sérias aos meus, como algumas fotos ou ficar pensando sobre o que eu fiz ou deixei de fazer. Sabe, eu acresci vários e vários anos de divã quando comecei a namorar uma pessoa que não me merecia, acrescentei mais outros quando não conseguia expor as minhas opiniões mas, finalmente, diminui milhares depois que encontrei a pessoa com quem estou hoje.


Apesar disso, as vezes me pego olhando algumas fotos, passando por determinadas situações... 


Quem nunca fez isso consigo? Quem nunca se torturou seja um momento sequer?  Quem nunca se pegou olhando aquelas fotos com aquela pessoa que te fez sofrer ou fez você se odiar?


Atire a primeira pedra...
Mas tudo isso passa, sempre passa.

1 comentários:

MárDan disse...

uhm... digamos que esse seu post é um reflexo de mim tb!

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;