quarta-feira, 9 de outubro de 2019 0 comentários
As coisas ainda não estão normais, ainda não sei o que dizer nem o que sentir...

As coisas são estranhas e turvas mas aos poucos voltam ao foco...
quarta-feira, 11 de setembro de 2019 0 comentários

Are you still there?

3 anos...

Esse foi o tempo do meu luto que ainda não passou 100% e creio que nunca irá passar.

Tantas coisas aconteceram e, aos poucos, irei contando todas elas.

e você, ainda está ai?
quinta-feira, 17 de março de 2016 0 comentários

Ela se foi

Na madrugada do dia 27 de fevereiro perdi a minha avó materna. Eu era bastante próxima a ela, quase todo dia conseguia falar com ela, ligava em datas importantes, cuidava de mim, fazia a melhor comida de todo universo... Ela se foi, a avó que eu contava os dias para poder viajar para ver-la, aquela pela qual ficava de coração partido por não poder ir cuidar dela e nem conversar com ela... O corpo físico se foi, o espírito fica.

Foi tudo tão rápido, ela começou a se sentir mal na quarta, foi internada na quinta, foi para UTI na sexta a tarde e no sábado de madrugada (entre 2 e 3 da manhã) ela partiu. Tudo isso por conta daquele maldito mosquito e daquela maldita febre que aceleraram a partida desse plano.

Queria lhe dizer que estou bem mas não estou. Quando fecho os olhos vejo meu avô, minha mãe, minhas tias, meu tio, meu pai e meus primos chorando, escuto minha mãe soluçando dizendo que nunca mais verá a mãe de novo, vejo ela lá no caixão... Aquela não era minha avó, era outra pessoa, era uma sósia, não quero acreditar mas é preciso. Sinto meu avô me abraçando e dizendo "oh minha netinha, sua avó foi embora", estou triste por ter conhecido meu tio (filho adotado do meu avô) em um momento tão triste, tenho medo do que possa acontecer ao meu avô sem ela, eles ficaram mais de 50 anos juntos, e na família há casos de morte por tristeza. Me preocupo com minha mãe também, uma vez que ela não conseguiu se despedir da mãe e sei que ela ficará se culpando por isso.

Fico triste por não ter conseguido fazer a surpresa a ela como queria, de ter mostrado a ela meu diploma (logo eu, a primeira neta a se formar)... Tantas coisas que queria fazer, até escutar ela falando que estou me 'enfeiando' por conta das minhas tatuagens, de ver ela tirando onda comigo fazendo tarefas domésticas... Ela não está mais aqui, pelo menos fisicamente.

Sei que isso é egoísta mas queria ter o dom do Piemaker de Pushing Daisies e ressuscitar ela, mesmo que isso custasse eu não poder mais tocar nela. Eu queria ela aqui por mais alguns vários anos... Mas Deus precisava dela mais que nós né?

Ainda estou abalada, há dias que é mais fácil superar e outros que é mais difícil, estou na semana do difícil... A saudade nunca vai passar, mas iremos nos acostumar à ausência.

Preciso ser forte mais uma vez, por mim e por todos.
segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016 0 comentários

Não abandonei o blog!

Oi!

Só tô dando uma passada rápida pra dizer que não abandonei o blog, apenas estou cuidando dos meus pais que pegaram Dengue...

Assim que eles melhorarem, eu volto a postar

=***
quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 0 comentários

Vida de formada: Parte 4 - FINALMENTE ACABOU!

Finalmente acabou a jornada para me formar.

Acabou dia 20 de outubro, quando, finalmente, peguei o meu diploma. Nesse dia, postei a seguinte mensagem no meu perfil do Facebook:


"Essa semana, zerei um jogo que havia iniciado em fevereiro de 2009. Um jogo longo e complicado, com várias missões secundárias/side quests, algumas tão complicadas quanto a principal. 

Foram várias missões secundárias, algumas bem fáceis, algumas mais difíceis que a missão principal/main quest, algumas me fizeram chorar, querer desistir e outras que me fizeram rir e comemorar. Algumas me fizeram me sentir o pior ser humano da história e outras como a rainha do universo. Uma das quest complicadas envolveram 12 italianos e passar 3 dias dentro de um ônibus viajando.

Encontrei várias companhias/companions que me ajudaram a completar essa jornada, alguns ainda estão comigo, mesmo que não fale constante, e outras que quero esquecer que estiveram comigo. Algumas eram da minha idade, outras mais velhas ou mais novas. Umas viraram amigos e outras conhecidos. Cada uma acrescentou algo especial na jornada, seja amor, relaxamento, raiva, ódio, determinação...

Algumas missões me deram prêmios em dinheiro, outras reconhecimento, outras me tiraram coisas, saúde e pessoas. Essas missões me fizeram chorar a ponto de querer abandonar tudo. 

Uma hora tive que abrir mão das missões secundárias para entrar no estágio final da minha jornada, já havia acumulado muita experiência/XP para poder enfrentar-lá, as abandonei com coração partido mas foi necessário. 

Há um ano, iniciei o estágio final. Esse foi o mais difícil e complicado de tudo. Arranquei cabelos, lágrimas, sorrisos, quantidades até exageradas de álcool. Tudo culminou no dia 27 de março e uma resposta de que foi 8,5. Comemorei, pensando que tinha enfrentado o chefe final/final boss, mas foi uma amostra de que ainda haveria mais dois chefes para enfrentar. Em 29 de julho, enfrentei o penúltimo chefe e esse me deixou na cara do gol. Na terça, dia 20 de outubro (uma data que me traz lembranças) enfrentei o chefe final de verdade e o venci. 

Finalmente peguei meu prêmio final e agora destravei um novo modo de batalha. Agora a jornada continua com o nível mais pesado e com mais missões. 

Qual será meu próximo jogo? Ainda não sei, só sei que zerei o jogo do ensino superior e agora sou turismóloga. Cuidado comigo mundo, pois estou chegando para zerar mais uma nova jornada!"

Finalmente acabou, saí calejada, com inúmeras cicatrizes mas finalmente tudo acabou. Agora só falta escolher um novo jogo e apetar start!


segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 1 comentários

Eu assisti: A Canção do Oceano (Song of the Sea)

Inaugurando o novo rumo do blog, vou inaugurar uma nova sessão, na qual vou falar do que ando assistindo, seja filme, série, documentário, show, desenho animado e etc.

Como abre-alas, escolhi a animação multinacional "A Canção do Oceano" que assisti nesse final de semana.

Ficha técnica
Nome: A Canção do Oceano (Song of the Sea)
Direção: Tomm Moore
Gênero: Animação
Duração: 93 Minutos
País de Origem: Irlanda/Dinamarca/França/Bélgica/Luxemburgo
Data de estreia: 10 de Dezembro de 2014
Censura: Livre
Nota 10 de 10

Fazia um tempo que queria ver esse filme, desde que a Thaís do Pronome Interrogativo fez esse post falando sobre ele. Baseado em diversas lendas, tendo como principal a lenda das Selkies (mulheres que se transformam em focas ao entrar no mar), o filme conta a história de Ben, um garotinho que está feliz por sua mãe, Bronagh, estar grávida e crê que será um irmãozinho, mas, no dia que ela dá a luz,o abandona, assim Ben descobre que seu irmãozinho é na verdade uma irmãzinha, a Saoirse (se pronuncia como seashore) e a promessa de ser o melhor amigo dela vai por água a baixo.

Um belo dia, no aniversário de 6 anos da Saoirse, ela, após a avó pensar que já estava dormindo, é atraída pela concha que a mãe deu ao Ben e a usa e algumas luzes aparecem e a guiam até um quarto um baú misterioso, onde ela encontra um casaco mágico que faz ela se transformar em uma foca, como a Selkie das lendas que a mãe contava para Ben, assim que ela entra no mar e vai 'brincar' com as focas que a esperam. Após reencontrar a irmã, Ben e ela são obrigados a se mudarem para a casa da avó e assim começa a aventura que mostra como a amizade entre irmãos pode crescer e como eles lutam pela sobrevivência em meio as fadas e lendas gaélicas/irlandesas.

Achei esse filme a coisa mais linda do mundo! O traço da animação é maravilhoso e traz pequenas lições como o companheirismo e sobre o 'luto' por ser abandonado por alguém que se ama muito, além de viajar pelas lendas e seres místicos e músicas, tudo aquilo que mais amo. Aconselho a todos que curtem animação que assistam e se divirtam, ele se assemelha ao nível técnico da Ghibli.





segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 0 comentários

Hora de tirar poeira

Acho que já passou da hora de tirar a poeira desse blog e fazer algo bem legal nele. Poxa, minha última postagem foi em abril de 2015!

Não irei apagar as postagens antigas, mas farei uma nova abordagem de temas que eu curto, como música, cinema e livros, além de manter uma maior frequência de posts. Tentarei postar 2 vezes por semana, irei me esforçar o máximo pra isso.

Quero remodelar o blog por completo mas isso vai tomar um tempo.

Espero que curtam as mudanças que estão por vir!

Abraços
 
;