quarta-feira, 9 de junho de 2010

'O medo é uma força que não me deixa andar'

Não estive muito bens esses dias que se passaram, uma força estranha chamada medo me acometeu nesse momento. Medo de ter algo nas mãos e ver que esse algo vai escapulir. Medo de ter algo muito perto e ao mesmo tempo muito longe, medo de um confronto interno de outra pessoa e nesse confronto ela não notar que eu existo.


Junto com o medo veio uma carência estranha, uma necessidade impressionante de ter alguém ali e naquele momento. Preciso muito da presença de alguém perto de mim, alguém que eu toque e sinta. Ontem tive um alguém que gosto muito que, sem eu dizer uma palavra, percebeu que eu precisava de um abraço e o deu; melhor, foi um daqueles que a pessoa abraça e não quer lhe soltar, só quer ficar lá... Sentindo a pele da outra na sua... Passamos a maior parte do nosso tempo juntos assim.


Sei que lá no fundo do meu coração não queria que fosse ele e sim outra pessoa. Mas, acho que essa pessoa também está com medo, o que impede de ser sincera comigo... Isso me assusta, e se, quando, ela for sincera me excluir da sua vida? Se eu não for a alguém importante para essa pessoa? Mas existe a outra face da moeda, e se eu não for excluída da vida dela? E se eu for importante para ela? Será que vou conseguir administrar isso?


A questão é que o medo me assalta de tempos em tempos, principalmente quando alguém que gosto está estranho comigo, reticente, misterioso... Isso me aflige, me deixa imaginando mil e uma coisas...


Andei muito cansada também, dormindo pouco, tento tardes e mais tardes resolvendo problemas (salvo a tarde de ontem), tempo se esgotando, poucos instantes de descanso. Domingo foi um dia atípico, como disse no post anterior, pude relaxar ouvindo boa música.


Aqui me despeço ao som de Chet Baker tocando My Buddy.


E na Veneza Brasileira, 19:50



3 comentários:

FranckSalceBeck disse...

Cuidado minha bela princesa, o medo tem que saber seu lugar, senão ele vai tomando conta de nossas vidas, primeiro é o medo de não ter, e se você consegue ter, vem o medo de perder, o medo de fazer algo errado, o medo... o medo... o medo... E quem consegue viver uma vida governada pelo medo? Em testemunho da verdade vos digo Minha Princesa Amanda! Ninguém vive apenas subesiste. Liberte-se do seu medo, dê o primeiro passo e a felicidade te alcançará!

Giane disse...

Medo faz três coisas:

1ª - paraliza a gente.
2ª - faz a gente andar para trás.
3ª - faz a gente andar para frente.

No momento em que estamos parados é que decidimos se voltamos ou se seguimos.

No que se refere ao Amor, acredito que a melhor opção a seguir é continuar em frente.
Nem sempre a Vida vai dar quem a gente quer,da maneira como a gente quer, mas com certeza, quem vier, será a pessoa certa para a gente Amar.

Bjos mil!!!

PS: Na "Terra da Garoa" são 22:34

Giane disse...

Acho que Vc vai gostar:

http://keep-your-mind-wide-open.blogspot.com/2010/06/confianca-plasmada-no-ceu.html

Gostei muito da nova cara do blog.
Ficou lindo.

Beijos mil!!!

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;