quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Projeto Mais Filmes em 2014 - 1ª semana - As Ondas do Mar

Feliz 2014 para todos!

Para começar o ano com o pé direito, pensei em transcrever um texto que escrevi em um dos meus caderninhos, mas desisti por está um pouco sem tempo pra isso. Então, resolvi começar com o Projeto da fofa da Thaís do blog Pronome Interrogativo que se chama Mais Filmes em 2014. Mas, em que consiste esse projeto? A própria Thais explica:
"O projeto Mais Filmes em 2014 vai ser uma forma de mostrar à mim mesma que é possível conhecer coisas legais pela tela da televisão. É muito mais fácil para mim ler um livro a que ligar a TV e ver um filme, mas seria muito mais enriquecedor, ao menos para mim, se eu conseguisse unir as duas coisas de maneira harmoniosa."
Hayao Miyazaki e seu sorriso

Topei a parada por amar filmes e resolvi começar com um filme do meu estúdio favorito o Studio Ghibli. 
Tá Amanda, mas o que é esse tal de Ghibli? Studio Ghibli é um estúdio de animação japonesa onde a grande maioria é em 2D, tipo Rei Leão e a Bela e a Fera, com CG (computação gráfica; criado pelo genial Hayao Miyazaki que é  praticamente um Deus quando se falam em animações japonesas com temas que envolvem ação, aventura, romance e comédia. Vários diretores, como o chefe de criação da Disney da Pixar o John Lasseter, são apaixonados pelo estilo dele. Como primeiro filme que alcançou um enorme público "Meu Vizinho Totoro" (Tonari No Totoro), que tem cópias em dubladas em português e em inglês, é o carro chefe do estúdio e virou até mascote do mesmo, ele é bem leve e divertido pois fala da vida de duas irmãs que tem que se virar já que a mãe está doente. Caso ache o tema muito bobinho tem outros bem legais como "O Serviço de Entregas da Kiki" (Majo no Takkyūbin) que conta a história da bruxa Kiki tentando se descobrir, esse é meu favorito. Temos, também, filmes inspirados em livros, como "O Castelo Animado" (Howl no Ugoku Shiro) que foi inspirado no livro homônimo da escritora inglesa Diana Wynne Jones. Temos com temática ambiental como "Nausicaä do Vale do Vento" (Kaze no Tani no Nausicaä) que fala da destruição do meio ambiente causada pelo crescimento da tecnologia, por assim dizer ou, se você preferir, temos "Princesa Mononoke" (Mononoke Hime) que, em inglês, contou com Neil Gaiman para ajudar a traduzir e que também fala da luta de interesses versus meio ambiente, muitos consideram esse filme a joia da coroa do estúdio. Lembrando que, todos que falei aqui tem dublagem em português e em inglês. Mas eles tem vários outros, cada um mais lindo que o outro. Caso queira conhecer mais do Hayao, aconselho a ouvir esse Rapaduracast (um dos melhores podcasts que tenho ouvido até agora) sobre ele clicando aqui e se quiser conhecer mais sobre o estúdio, que até museu tem, é só clicar aqui que irá para o site em português dele. Escolhi um dos filmes que ainda não havia assistido por ser bem complicado de achar legendas, o 'As Ondas do Mar' (Umi ga kikoeru ou Ocean Waves ou I Can Hear the Sea).

Capa do DVD japonês
Nome original do filme: Umi ga kikoeru
Nome que saiu no Brasil: Posso ouvir o oceano ou Ocean Waves ou As Ondas do Mar
Ano: 1993
Dirigido por: Tomomi Mochizuki
Estúdio responsável: Studio Ghibli
Duração: 72 minutos
Gênero: Vida escolar/Romance
Ranking: 3 de 5

As Ondas do Mar conta a história de como uma aluna transferida de Tóquio para Kochi pode criar um triângulo amoroso entre dois grandes amigos. O filme é contado num flashback do Taku, personagem principal, durante a viagem de Tóquio para Kochi para a reunião de ex-alunos do colégio. Nessa viagem Taku relembra como conheceu Yutaka, representante do conselho estudantil, que assim com ele se revoltou com o cancelamento da viagem escolar das férias de verão.  Por conta disso, começaram uma amizade mesmo sem serem da mesma sala de aula. Um belo dia, Yukata liga para Taku e pede para que ele vá ao colégio e o apresenta a aluna transferida da Tóquio, Rikako, e assim começa um triangulo amoroso que se segue pela história toda. Durante o semestre, Taku, Yukata e Rikako vão se conhecendo e desenvolvendo sentimentos um pelo outro. Pronto, esse é o enredo completo da história. 
Na minha opinião, achei o filme bem fraquinho sem nada de mais, clímax ou grandes vilões. Mas ele chama muito a atenção pela ambientação das cidades, como ele mostra uma história tão comum que poderia acontecer em qualquer lugar, até mesmo na escola que estudamos e a simplicidade de enredo. Apesar de fraquinho, vale a pena ver só para lhe fazer lembrar dos amores do colégio e pensar o que aconteceu com cada um dos alunos que estudaram com você. Como fã da Ghibli, tenho que dizer que não é um dos meus favoritos, mas quem sabe vendo de novo possa pegar algum detalhe que perdi?

Espero que tenham curtido, até a semana que vem ou antes disso ^^

TRAILER DO FILME:



2 comentários:

Renata Pereira disse...

Nossa, desses eu nunca ouvi falar de nenhum, apenas da Princesa Mononoke, mas eu nunca vi, bom a gente conhecer outras culturas
bjs

Brubs. disse...

Já marquei, irei assistir em breve \o
Beijokas, Brubs
Livros de Cabeceira
@IWannaRuffles

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;