quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Minha vida, em pratos limpos.

- Oi Amanda, tudo bem?
- Tô sim e você?


Pois é, quase todos os dias coma a mesma mentira dizendo que estou bem quando na verdade tenho vontade de dizer "por favor me ajuda, me salva desse tédio, dessa desilusão, dessa vontade de me machucar toda e de ver fios vermelhos correndo...".

Não é novidade que me sinto frustrada e triste constantemente, seja com meu trabalho (que é muito para uma pessoa só enquanto outras ficam sem fazer nada), seja em questões de família ou em relação a mim mesmo. Há algum tempo travo uma enorme batalha com a minha auto-imagem, pois de tanto ser bombardeada com frases no estilo 'Você tá gorda', 'Tá dando para engordar é?' e coisas do tipo, agora sou bombardeada com frases 'Você tá ficando muito magra', 'Tá dando para emagrecer é?'. Porra, se decidam! Ou eu tô gorda ou magra! Eu sei que eu nunca fui o padrão de beleza estética mas esse puxa e encolhe me deixa uma pilha de nervos, me deixa fraca pois, depois de tanto falarem eu comecei a me achar gorda e a fazer regime e, como não estou seguindo o regime, estou me sentindo culpada. Isso mexe com a cabeça de uma pessoa que ta passando por dificuldades emocionais! Imagine isso todo santo dia, da hora que você acorda até a hora de dormir... Você começa a pensar que realmente está gorda ou magra demais e começa a se odiar, simples assim, pois é o que aconteceu comigo. Eu me sinto sempre como o Calvin nessa imagem.

Minha família está em constante processo de confronto, seja por motivos internos ou externos a ponto que eu, simplesmente, não falo mais dela a ninguém... As pessoas não merecem isso. Meu trabalho está me sugando cada dia mais e cada dia mais fico triste com ele, parece que todos fecham os olhos para os errados e pensam que a errada sou eu. Parece, para eles, que eu sou tipo uma Mulher-Maravilha que posso fazer tudo sem me cansar ou ficar doente ou reclamar... A resposta a eles é essa:

1 comentários:

duda blodhgarm disse...

Você nunca ligou para o que as pessoas falam sobre seu gosto musical ou sobre seus livros, por que ligar sobre a aparência? Apenas se olho no espelho, deixe de lado toda aquela imagem que a mídia cria sobre "pessoa perfeita" e se pergunte: o que EU acho de mim? É só isso que importa, por que só vale apena mudar para agradar a uma pessoa, VOCÊ.

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;