terça-feira, 7 de agosto de 2012

"A moça triste que vivia calada sorriu"

Bem, ela não sorriu, ela não falou... Ou melhor, até falou mas não foi ouvida. 

Sabe, eu tenho me esforçado demais nesses últimos dias para receber o que recebo ultimamente. É como se você quisesse falar de sues problemas que realmente existem e as pessoas simplesmente achassem que eles são frescura... Ora, pode ser para você mas para mim é bem sério a ponto de me fazer precisar de remédios!

Eu sofro com uma doença silenciosa chamada Distimia que veio se instalando aos poucos dentro de mim até chegar a um ponto que eu precisei gritar (ou melhor machucar e chorar muito) para que as pessoas percebessem que eu não estava bem. Muitas dizem não ter notado pois eu cultivo um estilo meio "gótico" de ser. Mas, atualmente, as coisas tem ficado sérias demais para mim, está me sufocando de um jeito que eu quero sair correndo para fugir do mundo. Mas fugir nunca foi meu forte.

Distimia é um tipo de depressão e pessoas com depressão requerem um cuidado especial, elas precisam ser ouvidas se não podem fazer besteira! Pois eu já pensei. Nós precisamos de estímulos para poder fazer as coisas, para nos animar. EU, por exemplo, não posso ter uma rotina, meu psiquiatra já disse isso, pois me entedio com muita facilidade. As únicas coisas que me salvam da completa piração são a minha linda (que agora escreve para cá, finalmente), meu pequeno grande homem e meus livros. Esses nunca me deixa na mão ao contrario de tantos outros. Também estou tendo problemas com minha auto-estima que, do jeito que anda, já virou baixa-estima.

Meu trabalho não tem ajudado também, resolvi dar uma chance aos novatos que entraram mas já estou me arrependendo de alguns. Sempre falta algo, sabe? Nada está perfeito a menos que eu faça e isso me mata pois está tudo nas minhas costas e eu estou só. Vida pessoal não tenho, sou 100% trabalho, é por isso que sumo do blog, sumo dos emails, só fico mais no tumblr pois é rápido de postar as coisas e não requer tanto pensamento e é só mais foto.

A pergunta que paira no ar é: Será que a moça triste vai sorrir só quando a banda passar e voltar ao normal ou vai sorrir para sempre?

Ps: esse post foi feito ao som de Chico Buarque e Therion.

2 comentários:

duda blodhgarm disse...

Eu gostaria de dizer que ela vai sorrir para sempre,mas não posso porque não sei a resposta dessa pergunta,nem você sabe,isso só o tempo vai dizer.Estou apenas observando,apenas torcendo por um sorriso.

Lestat disse...

Não existe o sorrir para sempre! isso é utopia. mas acredito sim que você vai sorrir muito e finalmente ser feliz e viver uma vida normal. É o que eu desejo e estou torcendo.

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;