sexta-feira, 4 de junho de 2010

Dia chuvoso

Sexta-feira... Mais um dia chuvoso na Veneza Brasileira. Estou naquela carência pós-aniversário, saí, me diverti mas dormi e acordei e não havia ninguém ao meu lado. Certo, seria até pedir demais por alguém ao lado, mas eu ainda sinto falta.


Fiquei um tanto triste com algumas coisas que estão acontecendo, tipo uma amiga sumir da sua vida por conta de algo que você nem sabe o que fez. Um amigo triste também me deixa triste e as broncas do evento da faculdade também me deixam louca.


Por outro lado também fiquei feliz, consegui confirmar uma pessoa importante para o evento, me senti extremamente util na coordenação do meu curso, acertei algumas coisas.


Estou cansada, me deitei no sofá por alguns instantes e peguei no sono, não me movi nem se quer um centímetro. Acordei com dor de cabeça e ainda cansada, tudo que me resta é um bom banho frio e uma cama quente.


Vi uma cena interessante hoje, uma amiga me encontrou e disse que a sexta dela estava sendo 13 e me pediu um abraço pois estava precisando. A abracei o mais forte que podia, sei como é precisar de um abraço e não ter uma pessoa para fazer isso. Por isso, acabei substituindo as pessoas por Roger, meu sapo. Certo, ele não me abraça de volta, mas é o que eu tenho.


Sim, hoje estou afim de abraçar e ser abraçada. 'Não, não sou triste assim. Só estou triste porque estou cansada' já disse uma vez Clarice Lispector. Quero abraça-lo, quero que ele me abrace, quero olhar nos olhos dele e quero que ele olhe nos meus, quero dizer que o entendo e que sei o que ele está sentindo. É, a coragem falta, ainda mais agora...


Mas minhas caixas de som o Ian Curtis canta que depositou a confiança em mim, o que me deixa feliz, pois neste momento estão depositando a confiança em mim. Me contam coisas que não contariam se não houvesse confiança. Agora ele canta que ou o coração ou a alma vão queimar... Heart and Soul, one will burn.


O clima frio me convida a beber e me esquentar com alguém. Não farei nenhum e nem outro, apesar de querer e muito. Talvez seja realmente a hora de me contentar comigo mesma. Re-aprender a ficar só.


No banho me lembrei que sempre disse que daria aquela festa nos meus 20 anos.... Bem, fiz 20 anos quarta e não dei aquela festa e nem senti falta, foi ótimo ter um almoço com minha família, sair com meus amigos, cantar, rir, fotografar, ficar vermelha... Melhor do que uma festa.


Acho melhor eu ir, se não não paro de escrever.

4 comentários:

FranckSalceBeck disse...

Lindo o teu texto minha princesa, sinto tanto por estar tão longe de ti e não poder te abraçar... eu te puxaria pra mim pequenina como és e descansaria a tua cabeça no meu peito e te diria baixinho: Calma minha princesa, estou aqui, isso passa eu sei que passa, o universo conspira à nosso favor mesmo que a gente não se dê conta... passa passa...

Emily disse...

obrigada pelo e-mail querida :-) beijo

Duanny!. disse...

As vezes não parar de escrever, é a melhor solução!

adorei o blog.. tudo lindo!
e post é incrível. =)

Emily disse...

Amanda, a caixa tá ok, testei agora. Não sei o que houve :-(

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;