sábado, 8 de maio de 2010

A esperança é a última que morre

Nesses dias que se passaram aconteceram diálogos que merecem ser transcritos pra cá. Esse, na minha opinião, é o mais importante:


Eu: Vou ligar pra D**** e dizer a ele que estou precisando de carinho. (risos)
Mainha: Você tá com saudades dele?
Eu: Não. 
Minha mente: Estou com saudades de outra pessoa...


Como eu já disse uma vez, há pessoas que merecem que nós lutemos por elas. Sim, eu quero lutar por você e não me importo com o que tenho que passar, eu gosto de você e nada muda. São muitas pessoas no mundo e eu te escolhi, e você também me escolheu.


Meu peito ainda tem esperanças. Esperanças que, desta vez, eu não meti os pés pelas mãos, que tudo vai dar certo. Não só tenho esperanças na questão que envolve meu coração, mas sim em tudo.


Depois de algumas confusões, o evento que estamos fazendo na faculdade está andando, estamos nos entendendo bem, temos bastante dinheiro no caixa e as ideias no papel. Estou com planos de uma especialização em eventos. Também estou com planos para mim, de fazer coisas que gosto e que quero, pra isso preciso economizar um pouco. Nada muito difícil pra quem já é acostumada.


Algo me diz que esse fim de semana e a semana que vai entrar será bom pra mim... Que tal me ajudar a realizar isso? Até uma simples mensagem de texto já me ajudaria... Também ajudaria se o meu ex me devolvesse minhas coisas e me pagasse o que deve, já me pouparia esforços.


Whatever, eu tou sempre por aqui, quando quiser, é só chamar...


E na Veneza Brasileira, 00:17

2 comentários:

FranckSalceBeck disse...

É muito bom saber que é no andar da carruagem que as melancias se ajeitam, ehehehe, parabéns!e tudo vai dar certo!

Alice disse...

Querida, passando aqui pra deixar um beijo!

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;