quinta-feira, 23 de maio de 2013

Eu sou a vilã do meu mundo

Nem tudo são flores na minha vida, na verdade, nunca foram flores, sempre teve mais espinhos que pétalas.

Hoje, mais uma vez, percebi que eu sou a vilã no mundo que vivo. A errada no mundo dos certos, a arquiteta da minha própria destruição  Sempre estou estressada, cansada, com preguiça e mal-humorada... Para algumas pessoas. Para outras só gosto de coisas feias e assustadoras. Para umas sou uma anormal... Pra mim, sou apenas eu.

Poucas pessoas sabem o que é está na minha pele ou ter um dia na minha vida, o que me deixa extremamente triste, pois 99,9% do tempo sou mal interpretada... Isso me torna a vilã da história, já que sou eu que só tenho amigos virtuais, me enfio de corpo e alma nos livros e só compro porcarias.
Eu me pergunto se as pessoas que pensam assim sobre mim, sabem o que é respirar enquanto está sendo sufocada? Sabem o que é querer chorar e não poder? O que é gritar, mandar tudo para o inferno, e não poder?

Poucas pessoas sabem da minha vida, mas quero contar só algumas coisas aqui, não quero auto-piedade ou que as pessoas sintam pena de mim, só quero que não me interpretem mal.
Nunca tive amigos, nem mesmo aqueles que reclamaram quando disse isso uma vez são meus amigos (todos sumiram e estou só), isso soa egoísta mas toda minha vida tentei agradar a todos e me deixar por ultimo e nunca, repito, NUNCA, foi o suficiente. Sinto-me extremamente descartável na vida das pessoas, é como se não existisse e não existir doí e doí muito. Sei que não sou perfeita e sei que nunca vou ser, mas isso não é o bastante, eu tenho que ser perfeita. Sempre que brigam comigo me sinto péssima pois não é minha culpa, e por isso não posso mudar muita coisa. Me sinto sempre a pior pessoa do mundo.

Hoje me disseram que estou muito estressada, mas ninguém notou que estou entrando em calças que não cabiam a um mês atrás, que estava a quase 3 meses (ou mais) sem tomar meus anti-depressivos e estava bem... Estava até essa segunda-feira quando o mundo começou a ruir de novo. Ninguém lembra que sou sugada no trabalho até dar minha alma a eles e que não tenho mais a mínima coragem de fazer o que gostava de fazer , fora ler, pois estou sempre cansada e com dores. Ninguém ver que eu não durmo bem e mesmo assim procuro manter o bom humor o dia todo... Sou mãe, amiga, irmã, psicologa e tudo aquilo que eu não tive, eu sou para meus alunos.

Sonhei que ia para um hospital psiquiátrico e lá passava um tempo e perdia uma coisa muito importante, mas no final uma pessoa que queria muito ver me visitava e eu ganhava uma liberação para visitar o local que eu quisesse com essa pessoa pois minha família não me acompanhava... Talvez essa seja a minha destruição que eu estou arquitetando a tantos anos...


1 comentários:

Anônimo disse...

This is a topic that is close to my heart... Take care!
Where are your contact details though?

Also visit my blog :: target shooting gloves

Postar um comentário

Fale, quero ouvir a sua voz também.

 
;